terça-feira, 23 de março de 2010

Yes, he can.

Obama deu uma dentro, e como.

No domingo (21/03), os democratas conseguiram aprovar a bendita reforma do sistema de saúde americano por 219 votos a favor e 212 contra. Parece simples, mas Obama fez o que diversos presidentes tentaram fazer no passado, sem sucesso. Este era um dos grandes projetos de Hillary Clinton, caso fosse presidente, retomando o que já havia tentado no governo do seu marido e ex-presidente Bill Clinton.

Essa é uma vitória importante, porque o presidente Obama teve um primeiro ano de governo bem "modesto", sem grandes realizações. Ganhou o Prêmio Nobel (apenas por ser um símbolo), e só. Ah, matou uma mosca ao vivo. É, isso até que foi legal. Mas só.

Ainda há muito chão pra ele ser a mudança que prometeu ser, mas até que já conseguiu algo. Há ainda questões cruciais e sempre presentes como a Guerra do Iraque, Afeganistão, a prisão de Guantánamo, o desemprego gerado pela crise, etc. No entanto, creio que o próximo pepino será a essencial reforma migratória, que Bush fez de tudo em 8 anos pra empurrar pro próximo governo.

Esse pode ser um problema até maior que a reforma do sistema de saúde, porque lida com várias das questões cruciais que citei. Como regularizar a situação de milhões de imigrantes ilegais, desestimular que outros venham da mesma forma, mas manter a oferta de mão-de-obra barata, hoje tão importante para a economia americana? Sem contar que isso mexe muito mais com os brios do partido republicano.

Obama já se comprometeu a tentar realizar ainda este ano a reforma. Veremos se a sua recente vitória foi um "acidente", ou o começo de uma série de sucessos.

Um comentário:

  1. O problema é que essa série de sucessos já deveria ter começado.

    ResponderExcluir